E-mail

contato@moreiranet.com

WhatsApp

44 99957-1789

hotel
Santa Maria 970x250
DIVULGUE AQUI
MOREIRANET

Em Goioerê vereadores votam se recebem denuncias de improbidade administrativa

A denúncia narra que no mês de agosto de 2019 máquinas e caminhões da Prefeitura foram utilizadas em propriedade particular

09/03/2020 07h33
Por: Gil Riguette
Fonte: goionews

Durante a sessão desta segunda-feira, 9, da Câmara Municipal de Goioerê, será lida a denúncia apresentada pelo cidadão João Cláudio Tozzi, que narra supostas irregularidades no uso de máquinas da Prefeitura em propriedades particulares, que supostamente configuram improbidade administrativa.

Em seguida os vereadores irão votar se recebem ou não a denúncia. Não recebendo, o caso é arquivado. Caso votem pelo recebimento, será formada uma comissão de três vereadores, que irá dar um prazo de 10 dias para que o prefeito Pedro Coelho apresente defesa prévia.

Depois disso a comissão irá analisar a denúncia e a defesa, elaborando um parecer, que será submetido à apreciação dos vereadores, que irão votar se instauram ou não uma comissão processante.

DENÚNCIA

A denúncia narra que no mês de agosto de 2019 máquinas e caminhões da Prefeitura foram utilizadas para esparramar esterco de galinha, usado como adubo, em uma fazenda na região do Palmital.

Narra também que em dezembro de 2019 máquinas da Prefeitura foram utilizadas em uma obra na região do Conjunto Cidade Alta. As denúncias são acompanhadas com vídeos e com a afirmação de que não foram recolhidas as taxas para uso das máquinas.

DENTRO DA LEI

O secretário de Administração da Prefeitura de Goioerê, Airton Gonçalves, afirma que as denúncias não procedem e que tudo foi realizado dentro da lei.

No caso das máquinas utilizadas para esparramar esterco, Airton diz que a Prefeitura retira cascalho naquela propriedade e que o proprietário necessitava de ajuda para remover o esterco de um local para outro, um a vez que estava depositado em lugar inadequado. “Alei nos autoriza a fazer isso” – afirmou o secretário de Administração, citando a lei que criou o programa de incentivos “Avança Goioerê”.

Já com relação ao uso de máquinas na obra nas imediações do conjunto Cidade Alta, Airton Gonçalves salienta que o proprietário do imóvel protocolou o pedido de auxílio, que foi analisado e autorizado também com base na lei de incentivos, por gerar emprego e tributos para o município.

“Vamos tomar as medidas judiciais necessárias contra o denunciante, que está mais procurando criar um fato político que apurar irregularidades” – salientou o secretário Airton Gonçalves. 

 

SIGA O MOREIRANET NO INSTAGRAN:

https://www.instagram.com/moreiranet10/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.